Eles

laughter-new

              Forçados a definir nosso futuro aos 17. Pressionados ao sucesso profissional antes dos 30, coagidos a cultivar um status de plenitude. Somos questionados quanto à solteirice, depois ao casamento, e à existência de prole, e ao tamanho desta prole, e se a prole vai ou não para uma escola bilíngue com roupinha que custa meio salário mínimo e que não caberá mais na criança no mês que vem. Uma geração de paranoicos hesitantes pronta para a próxima selfie. Linha tênue entre vítimas do sistema e carrascos da alteridade. Se o inferno são os outros, então quem somos nós?

Anúncios

Você não merece o meu amor

annalise

 

   Parece que foi ontem que o nosso hoje ficou para depois e que meus esforços para conjugar um nós onde só havia um eu e um você se tornaram tão fracos quanto meu fôlego durante as corridas no parque aos domingos de manhã.Você pode achar que o que eu tinha a oferecer era menos do que esperava, apesar de morar em mim a certeza de que foi muito mais do que você merecia. Como todas as ligações às 6h da manhã para você não perder o horário da academia ou os momentos regados a carícias e chimarrão, nos quais pensativos, fazíamos planos de um futuro próximo que não mais está por vir.

   Talvez tenha parecido preocupação demais, eu sei. Quando alguém se importa conosco assusta um pouco, mas é isso que fazem os que estão dispostos e apostos para o que der e vier, de portas abertas e coração mais ainda.Perdi algumas horas da minha vida no vão esforço de achar sentido em qualquer abraço teu, que pudesse me proteger das minhas próprias expectativas, sem me lembrar de que o problema de todo entusiasmo é a rotina. E de que minha vontade de empurrar teu passado com as mãos não adiantaria de nada, já que você ainda o abraça como uma saudosa escolha que não fez.

   Quem sabe você um dia você entenda, que diferença de idade não significa desnível de maturidade e que já vivi mais do que o suficiente para ter aprendido que, assim como casas, relacionamentos precisam de tijolos postos um a um para serem construídos e que costumamos fazer isso a duas mãos. E por mais que toda a minha aflição aos finais de tarde me gritasse para te buscar em qualquer lugar onde eu pudesse me perder, mesmo que alguns minutos em teus beijos, a sua indiferença pelo novo é quem dita regras na sua vida. Indiferença essa que só serviu para me mostrar que amor não se implora e que junto à sua mediocridade, se tornou a prova de que realmente oferecemos aos outros, aquilo que temos de melhor.

   Não queria que fosse assim, na verdade, dessa vez só queria que tivesse sido e que você tivesse ficado. Mas algumas coisas a gente não pode controlar e algumas pessoas, não conseguimos tirar de dentro da gente, mesmo depois de já terem partido. Mesmo depois de terem nos partido ao meio e nos deixado com um álbum de memórias, um punhado de lembranças e a vontade de completar aquilo que sempre será incompleto.

   Sei que vou sentir saudade e sei também que um dia ela vai embora, mas prefiro lidar com essas frias certezas e mais uma vez entrar sozinho em uma luta vã, onde quem deveria ser aliado, aos poucos torna-se inimigo.

   Porque dessa vez já entendi que se, nós aceitamos o amor que achamos merecer, é porque não nos damos conta de que com isso iremos sofrer uma dor que não precisaríamos se soubéssemos reconhecer que é melhor não receber nada do que viver de migalhas.

Texto: José Lúcio dos Santos/Denise Carvalho

Disponível em: http://amorabusado.com.br/2015/10/11/voce-nao-merece-o-meu-amor/

Por um ano novo (de novo)

     images (2)

    Mais uma vez abriu os olhos e tudo estava lá. Cabeça pesada dos goles a mais,roupa branca ao chão e o coração cheio de sonhos. Emagrecer 10 quilos, conseguir um aumento ,encontrar aquele amor de novela. Mas já parou pra pensar no que o ano novo quer de você ? Talvez ele só queira menos “vamos ver” e mais “to indo”, menos “que pena” e mais “do quê você precisa?” ou ainda menos “não posso” e mais “vai dar certo” porque a vida é curta demais pra mexer no seu novo smartphone enquanto a pessoa que te ama se sente sozinha na sua frente, curta demais pra se medir pelo manequim, curta demais pra confundir popularidade com amor verdadeiro.

    Quando vier o próximo réveillon tenha certeza de que você foi fiel a si mesmo, que fez seu melhor pra chegar lá e o que deu errado faz parte do sucesso pois o que importa mesmo tá bem aí do seu lado. O resto, crianças, é bobagem.

A família

img-619075-joelma-e-chimbinha-com-yago-e-yasmin20140711141405100935

             Em virtude da querela pelo bom siso no antro familiar buscar-se-á aqui expor ao fulgor dos fatos o imbróglio em questão. Que se faça jus ao fado das fardas em rubro embebidas pois não só de reminiscências vive o homem. A cada ocaso uma parte nossa jaz para outra logo despontar na aurora. Como se por herança os novos tempos aliciam à mudança de hábitos já que a pretensa figura de família nuclear branca,hétero e rica aponta uma idealização alheia ao contingente e tem, por conseguinte,sopé num ranço contraproducente.Empunhemos então taças ao alto num brinde às concubinas, à sonegação, ao estupro e ludíbrio,enfim, ovação total aos panos quentes da semi-perfeita retumbante decaída tradicional família brasileira.

5 fatos sobre o mundo gay que ninguém te conta

coroa                          ddv

   Se você está lendo isto é entendido e/ou simpatizante, portanto seja bem-vindo ao guia definitivo para não cair do salto nesse mundinho pantanoso das monas. Abaixo dá para conferir algumas dicas de sobrevivência pois como disse Clarice Lispector : “Bicha burra nasce morta”.

Competição

   Acha que mulher é competitiva? Você não tem noção da rivalidade nesse meio. Boa parte mataria a mãe para conseguir um roupinha de marca ou fazer outra plástica. Se quiser contar seus amigos de verdade numa mão sobram dedos.

Enrustidos

   É incrível o número de Barbies dentro da caixa. Homens em todo lugar fazem cosplay de macho mesmo adorando aquendar a neca de um ocó. É compreensível querer evitar a hostilidade numa sociedade sexista mas é triste pensar que alguém viva pela metade por medo. Deixa de bobagem! Bora bater esse picumã no bate-estaca?

Traição

   Vai surgir gente até de Nárnia para dar a Elza no teu mafara. De forma geral fidelidade virou artigo de luxo hoje em dia, mesmo entre os héteros, porém, no caso dos gays, neguinho não se dá ao trabalho de fingir consideração porque você é apenas mais um pedaço de carne. Um pedaço roliço, rosado e latejante de carne.

Dois pesos e duas medidas

    Não se iluda quanto aos direitos e deveres. Você sempre terá que se esforçar mais do que as pessoas “normais” como se tivesse de compensar seu “defeito”. A bicha serve para pagar impostos mas entrar toda odara na igreja já são outros quinhentos.

Família

   Por mais moderninha que sua família seja nenhum parente gosta de viado ou caminhoneira. No máximo aprende a conviver com a vergonha ou mesmo só fingir não saber. Acontece que a mentalidade de um povo leva tempo para se formar e mais tempo ainda para mudar. Aqui é Brasil, não a Suécia.

Amizades líquidas: guia rápido para trouxas

beatriz620

       Segundo o tio Aurélio entende-se amizade como afeição recíproca entre dois entes. Contudo, em contraste com o filósofo pós-moderno Compadre Washington, deve-se salientar que você “sabe de nada,inocente” bem como “tchu,tchu,tchu,pá”. Então segue abaixo uns toques de leve para evitar o desmatamento da nossa flora com esse teu papel de trouxa.

 Comunicação

   Até pouco tempo atrás só era possível ser rejeitado à distância por carta porém, graças à tecnologia, temos hoje várias opções para deixar alguém no vácuo(telefone,aplicativos,sinal de fumaça,etc). Para quê responder rapidamente se você pode visualizar e continuar sua vida como nada tivesse acontecido? Não leve a mal, ninguém faz isso por descaso, acontece apenas que você não é mais prioridade já que “…para se livrar do embaraço de ser deixado para  trás,de ficar preso a algo com o qual ninguém mais quer ser visto,de ser pego cochilando e de perder o trem do progresso em vez de viajar nele,você deve ter em mente que é da natureza das coisas exigir vigilância.No mundo líquido-moderno,a lealdade é motivo de vergonha,não de orgulho…”.

Tico-tico no fubá

   Independentemente da duração e/ou intensidade da amizade saiba que, ao surgir aquela novinha ou um boy magia, você perdeu! O seu amigo pode te considerar pacas mas não há concorrência contra uma boa chave de coxa haja vista que “…talvez,uma forma mais adequada de narrar essa vida seja contar a história de sucessivos finais. E talvez a glória de uma vida líquida de sucesso seja mais bem transmitida pela invisibilidade das tumbas que assinalam seu progresso do que pela ostentação das lápides que celebram os conteúdos dessas tumbas…”.

Barganha

   Claro que nenhum homem é uma ilha ,portanto, a fim de alcançar algum nível de comprometimento interpessoal, esteja ciente de que “…Diante de tais competidores, os demais participantes do jogo, particularmente os que não estão ali por vontade própria,que não “gostam” de “estar em movimento” ou não podem se dar a esse luxo, têm pouca chance. Para eles, participar do jogo não é uma escolha, mas eles também não têm a opção de ficar de fora.Voar por entre as flores em busca da mais perfumada não é a opção deles. Estão presos a lugares em que, perfumadas ou não,as flores são raras e assim só lhes resta, infelizmente, observar as poucas existentes se desvanecerem ou apodrecerem. A sugestão de “ligar-se ligeiramente a qualquer coisa que se apresente” e “deixá-la ir embora graciosamente” soaria a seus ouvidos, na melhor das hipóteses, como uma piada cruel, mas principalmente como um escárnio insensível. “Ligar-se ligeiramente”, contudo, é para eles uma ordem, já que, não importa o que façam, “propriedades, situações e pessoas” continuarão deslizando e desaparecendo a uma velocidade surpreendente – quer tentem ou não reduzi-la, não faz diferença…”.

Referências:

http://www.dicionariodoaurelio.com/amizade

BAUMAN,Zygmunt.Vida líquida. Trad. Carlos Alberto Medeiros. Rio de Janeiro: J. Zahar, 2007.

5 facts on relationships you won’t be told about

xtina

       Thoughout all our lives long we’ve got used to believe that happiness is out there. So we’re supposed to grab whoever shows up before the wrinkles come over otherwise you’ll end up at a social housing with 17 cats.Take a quick glance back and try to remind how many flowers, cute notes, chocolate boxes, coins and nights awake you wasted in vain with “the one” who you figured out a little later to be only  “one more”. Here are some tips to you get away from sick partnerships even before they get started.

1. (S)He’s just not that into you

    Oh,the love! That sweet flame that overbears us without consent and then let us on a cold hard ground after devouring a couple (or more) ice cream packages. Don’t fool yourself with tender eyes and shiny grins:unfortunately you’re another juicy piece of meat in the market. No wonder if the mobile keeps tuneless after a night full of moans.

2. You’re replaceable

   No matter how stunning, smart and special you might be. Nowadays things run fast and carry through even faster. It’s not your fault! By the way nothing’s nobody’s fault ever,they say. Faithfullness is a luxury that very few can handle.

3. Watch out! Peacocks!

     Some people come to this world with the single purpose to have fun. Dot. They’re too busy working out their butts,shopping for cool outfits or sliding right on Tinder. All you can do about it is to take part of the amusement then and in case you get worn-out of this mess, just move on to the next feathered buddy.

4. The self-esteem prank

   Cheated on? Lost your job? No worries,dear.  You’d better lose some weight, get a new haircut and a japanese character on neckback so the universe will conspire in your favor. Oh,boy, don’t you already smell the scent of rebirth on the air?

5. Alone or lonely

   One last spoon of salt in the wound. We’re born, we live and we lay down in a coffin absolutely by our own. Of course love’s worth it and we can be surrounded by nice folks during our track but keep in mind that nobody else on earth can help you with the finiteness of the being.

5 coisas que ninguém te conta sobre a faculdade

the-oc-graduation02

De repente você passa de universitário a desempregado. Sim, é chegada a hora em começa o fim. Anos a fio de noites em claro por um pedaço de papel. Ah, quanta ansiedade para virar mais um número no mercado de trabalho e daí ser tratado como chorume e zás e zás! Mal posso esperar para cumprir o ciclo da vida: estudar, trabalhar, pagar imposto, trabalhar, mestrado, trabalhar, pagar imposto, ser reprovado no doutorado, pagar mais imposto, ser aprovado no doutorado, trabalhar, se aposentar e finalmente morrer após quitar a casa própria.

1. Meritocracia
Como não ter saudades da meritocracia?Aluninho puxa-saco,neguinho colando e aquele cidadão com o Q.I. de uma porta tirando notas melhores que as suas. Só pode ser coincidência. O cara lá na frente finge que ensina enquanto os sentados fazem cara de interesse. “Ah, eu tenho livre-docência na USP e não sei o que lá”: Tudo bem, moço, quando você aprender a ligar o projetor me avise.

2. Gente (muito) exótica
Tattoo escrota, dreadlock e fitinha da Jamaica no tornozelo. Essa espécie de bicho-grilo alimenta-se de Cannabis e é encontrada principalmente nas Públicas. Reza a lenda que suas inocentes mães sustentam seus “estudos” vendendo rifa de Tupperware. Nunca acredite em duas orações: “Papai Noel existe” e “Eu sou hétero”. Não que haja problema nisso, mas saiba que ao se deparar com um machinho numa pólo apertada, essa tábua leva prego.

3. Teorias em vão
Não importa quão bonita lhe pareça. Nenhuma teoria vai salvar o mundo. Karl Max e Paulo Freire devem se revirar no túmulo com a distorção de suas obras, pois a gente até entende a boa intenção, mas ao homem só resta da vida a morte. O socialismo já quebrou um galho, porém apenas o capitalismo possibilita a geração e acúmulo de bens, o que em bom português significa esfregar o ouro na cara Dazinimiga.

4. Aulas ao léu
Professores pentelhando puramente por prazer. Aulas inúteis, metodologia do tempo do guaraná de rolha e provas que nada provam. Vamos contar a eles que o século XXI já chegou ou devemos manter o suspense?

5. Bandejão
Huuuummm…meio-dia,hora da bóia!Primeiro encarar a fila da senha, depois a fila para entrar, depois a fila do bandejão e por fim procurar no colo de quem você vai se sentar porque não tem mais onde socar tanta gente.Agora basta relaxar e desfrutar desta gastronomia balanceada porque ninguém nunca saberá qual é o tempero secreto que rima com “salitre”.

O natal

funny-santa

Outro ano acabando e daqui a pouco o tio chato do pavê aparece.No aniversário de Jesus os parentes que lhe difamam ressuscitam para filar uma ceia na faixa.Embalado pelo Especial inédito do Rei o ritual se repete:o amigo pinguço dá trabalho,a criança catarrenta não para de chorar e aquela tia pelancuda pergunta sobre as “namoradinha”.Ninguém traz presente,lava a louça ou varre o chão,mas por algum motivo ao irem embora muitos se acham no direito de reclamar da uva passa no arroz.O dinheiro que o cunhado deve,as intrigas da sogra,o cônjuge adúltero.Em nome de uma noite de trégua perdemos a memória.Brinquemos novamente de fingir perdão, afinal de contas Papai Noel contempla apenas bons meninos.

A esquerda

fidel-coca-cola

Se nem todos podem ser ricos,sejamos pobres juntos.Assim tem sido a lógica partidária mesmo após a decadência socialista.Num país onde “direita e esquerda” indicam apenas com qual mão se rouba fica difícil escolher um lado porque ideologia passou de plataforma à manobra política.Certo dia uma turminha herbácea vendeu ao mundo uma imagem de heroi abnegado tomando para si o monopólio da virtude como se somente ela quisesse e pudesse melhorar a sociedade.É claro que a solução do caos não está aqui ou ali ,mas todo paliativo tem data de validade e chegou o tempo de o Brasil ter mais juízo do que sorte.